segunda-feira, 8 de agosto de 2016

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO HUMANO E CDM CERVEJAS DE MOÇAMBIQUE LANÇAM PROJECTO DE REFORÇO NUTRICIONAL SUPER MAHEU, PRODUTO QUE VISA MINIMIZAR A SITUAÇÃO DE EMERGÊNCIA NAS ESCOLAS LOCALIZADAS NAS REGIÕES AFECTADAS PELA SECA E INSEGURANÇA ALIMENTAR. O MINISTRO JORGE FERRÃO APONTOU OS DISTRITOS DE FUNHALOURO , MABOTE E MUANZA E OUTROS DISTRITOS DO PAIS COMO BENEFICIÁRIOS DA INICIATIVA

MINEDH E CERVEJAS DE MOÇAMBIQUE LANÇAM PROJECTO DE REFORÇO NUTRICIONAL

Classifique este item
(0 votos)
MINEDH e Cervejas de Moçambique lançam projecto de reforço nutricional
O Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano (MINEDH), em parceria com a empresa Cervejas de Moçambique (CDM), lançou, este sábado, no distrito de Boane, província de Maputo, um projecto para a distribuição de Super Maheu, um produto que visa minimizar a situação de emergência nas escolas localizadas nas regiões afectadas pela seca e insegurança alimentar.
O Super Maheu é um produto de elevado valor nutritivo lançado no mercado nacional, no início do corrente ano, pela CDM e, para o caso vertente, será distribuído em embalagem recicláveis de 300 mililitros.
Cada embalagem contém cerca de 500 quilocalorias, que representa 30 por cento das necessidades básicas dos alunos.
O projecto vai beneficiar 13.615 alunos durante os próximos três meses.
Falando durante a cerimónia do lançamento oficial, que teve lugar na Escola Primária Completa de Mahubu KM20, o Ministro da Educação e Desenvolvimento Humano, Jorge Ferrão, explicou que a iniciativa também visa melhorar o rendimento escolar dos alunos, bem como a redução de insegurança alimentar e nutricional das crianças.
O governante disse ainda acreditar que a iniciativa poderá ajudar a reduzir os índices de absentismo.
“Que o Maheu seja para as crianças. Os professores devem apenas acompanhar o processo de distribuição”, vincou.
Apontou os distritos de Funhalouro e Mabote, na província de Inhambane e Muanza, na província de Sofala “e outros distritos do país”, como beneficiários da iniciativa. (RM AIM)"
FONTE: RÁDIO MOÇAMBIQUE.

Sem comentários:

Publicar um comentário