terça-feira, 25 de julho de 2017

BANCO MUNDIAL APOIA MOÇAMBIQUE EM 1.2 MIL MILHÕES DE DÓLARES

BANCO MUNDIAL APOIA MOÇAMBIQUE EM 1.2 MIL MILHÕES DE DÓLARES

Maputo - O diretor-executivo do Banco Mundial Andrew Mbumbe anunciou segunda-feira, em Maputo, que a instituição vai desembolsar nos próximos três anos 1,2 mil milhões de dólares para Moçambique, destinados ao financiamento da agricultura, saúde, educação e infraestruturas.
"O envelope financeiro para Moçambique para os próximos três anos é estimado em 1,2 mil milhões de dólares", afirmou o zimbabueano Andrew Mvumbe, durante uma conferência de imprensa que marcou o início da sua visita de dois dias ao país."
FONTE: LUSA MOÇAMBIQUE

BANCO MUNDIAL DIZ QUE ECONOMIA MOÇAMBICANA MOSTRA SINAIS POSITIVOS

pub.
BOLETIM MOÇAMBIQUE
Terça, 25 de Julho
33 notícias • 15289 caracteres
Mensagem truncada? Leia no browser
   MOÇAMBIQUE

Banco Mundial diz que economia moçambicana mostra sinais positivos
Maputo - O diretor-executivo do Banco Mundial (BM), Andrew Mvumbe, disse segunda-feira em Maputo que a economia moçambicana começa a mostrar sinais positivos, mas o país deve apostar na consolidação fiscal para tornar o crescimento sustentável.
Em conferência de imprensa, que marcou o início da sua visita de dois dias a Moçambique, Andrew Mvumbe disse que o Produto Interno Bruto (PIB) de Moçambique poderá crescer 4,5%, depois de ter tido em 2016 o desempenho mais baixo dos últimos anos, quedando-se nos 3,7%.
FONTE: LUSA MOÇAMBIQUE.

CARLOS MESQUITA MINISTRO DOS TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES DE MOÇAMBIQUE RECEBE MINISTROS DOS TRANSPORTES DA SADC REUNEM ESTA QUARTA- FEIRA, 26 DE JULHO NA CIDADE DA BEIRA, PROVINCIA DE SOFALA

Beira hospeda reunião da SADC sobre corredores de desenvolvimento Beira (O Autarca) – A cidade portuária da Beira é palco, nesta quarta-feira (26), da reunião dos ministros dos transportes da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) responsáveis pelos corredores de desenvolvimento da Beira e Norte– Sul. Segundo um comunicado do ministério moçambicano dos Transportes e Comunicações, citado pela AIM, o encontro enquadra-se nos esforços dos governos atravessados e beneficiá- rios desses corredores para a dinamização e maximização da exploração do potencial instalado. No encontro serão abordados Carlos Mesquita, Ministro dos Transportes e Comunicações de Moçambique será o responsável anfitrião da reunião de amanhã aspectos de planeamento e desenvolvimento de infra-estruturas estratégicas de qualidade necessárias para viabilizar os volumes de tráfego de mercadorias e passageiros em crescimento nos referidos corredores. Antecedida por encontro das equipes técnicas, que decorre desde esta segunda-feira até hoje (25), a reunião de ministros vai juntar à mesma mesa os ministros dos transportes de Mo- çambique, África do Sul, República Democrática do Congo, Malawi, Zâmbia, Zimbabwe, e Botswana, devendo a reunião culminar com a aprovação e assinatura de dois Memorandos de Entendimento sobre os Corredores de Desenvolvimento da Beira e Norte – Sucoordenação de esforços para a promo- ção e mobilização de financiamentos de projectos de infra-estruturas, bem como a criação de cadeias de valor ao longo do Corredor. Sobre o Corredor Norte – Sul, os Ministros vão acordar a criação de uma unidade gestora para a promoção e coordenação de diversas iniciativas deste corredor, com o objectivo de desenvolver infra-estruturas fronteiriças, rodoviárias, ferroviárias e portuárias adequadas, fiáveis, eficientes, rentáveis e ininterruptas, com sistemas de comunicação, de abastecimento de água e de saneamento, de energia e marítimos para facilitar a circulação eficiente de bens e serviços, nos países atravessados pelo corredor. O Corredor Norte – Sul é uma iniciativa da SADC que pretende dinaO Porto da Beira é a principal infra-estrutura que forma o Corredor de Desenvolvimento da Beira que beneficia Moçambique e os países do Interland té o interior da República Democrática do Congo, abrangendo Moçambique, Zimbabwe Botswana, Malawi, Zâmbia, e Tanzânia.■ (Redacção/ África 21)"
FONTE: JORNAL O AUTARCA DE MOÇAMBIQUE


segunda-feira, 24 de julho de 2017

MOÇAMBIQUE - TERRITÓRIO E HISTÓRIA, CONSULADO GERAL DE PORTUGAL NA BEIRA E ACADEMIA PORTUGUESA DA HISTÓRIA, CICLO DE CONFERÊNCIAS, 29 E 30 DE SETEMBRO, PROFESSORA DOUTORA MANUELA MENDONÇA E PRESIDENTE DA ACADEMIA PORTUGUESA DA HISTÓRIA

                                CONSULADO GERAL DE PORTUGAL NA BEIRA
                                                                         E
                                       ACADEMIA PORTUGUESA DA HISTÓRIA
                                                    CICLO DE CONFERÊNCIAS
                                                         29 E 30 DE SETEMBRO
                                   
                                         MOÇAMBIQUE - TERRITÓRIO E HISTÓRIA

                                     PROFESSORA DOUTORA MANUELA MENDONÇA
                           PRESIDENTE DA ACADEMIA PORTUGUESA DA HISTÓRIA

I - ARTUR DE SACADURA FREIRE CABRAL: UMA DÉCADA AO SERVIÇO DE MOÇAMBIQUE (1901  - 1910)

II - A CIDADE DA BEIRA NO DIÁRIO DA VIAGEM DE CIRCUM - NAVEGAÇÃO DO CRUZADOR SÃO GABRIEL, EM 1909

                                       PROFESSORA DOUTORA MARIA DE FÁTIMA REIS
                        SECRETÁRIA - GERAL DA ACADEMIA PORTUGUESA DA HISTÓRIA

I - MOÇAMBIQUE: UMA HIPÓTESE DE FIXAÇÃO JUDAICA NO ALÉM - MAR PORTUGUÊS NO FINAL DA MONARQUIA

II - DE LISBOA A MOÇAMBIQUE: MOVIMENTOS MIGRATÓRIOS OITOCENTISTAS

MONTEBELO GIRASSOL HOTEL DO GRUPO VISABEIRA DE MAPUTO MOÇAMBIQUE, RECEBE PRÉMIO DE EXCÊNCIA 2017 DO TRIPADVISOR

Montebelo Girassol Maputo Hotel recebe Prémio de Excelência 2017 do TripAdvisor Maputo (O Autarca) – O TripAdvisor distinguiu o Montebelo Girassol Maputo Hotel com o prestigiado Prémio de Excelência 2017, atribuído com base nas avaliações dos hóspedes. A qualidade das avaliações dos clientes que escolhem esta unidade da cadeia Montebelo foi determinante para a conquista deste galardão, que se sucede à nota de 9/10 atribuída pela Booking - Guest Review Award, baseada igualmente nas votações atribuí- das pelos hóspedes que usam a plataforma. Distinções que traduzem o esforço e dedicação de toda a equipa do Montebelo Girassol Maputo Hotel na continuidade do acolhimento de referência a que habituou os seus clientes. Ao longo do ano foram sendo destacados pelos hóspedes a qualidade do restaurante, a vista panorâmica, o espaço dos quartos e o staff atencioso, entre outras características diferenciadoras desta unidade. Para que lhes seja atribuído o Prémio Excelência do TripAdvisor, os hotéis têm de manter uma classificação geral nesta plataforma de 4 em 5, no mínimo, ter avaliações consecutivas e figurar há pelo menos 12 meses. Nas palavras de César Silva, Director Geral da unidade hoteleira, “é com muito orgulho que somos reconhecidos pelas avaliações dos hóspedes, a quem devemos este prémio, e que representa mais um incentivo para continuarmos a trabalhar no sentido de servir cada vez melhor quem nos visita”.■ "
FONTE: JORNAL O AUTARCA DE MOÇAMBIQUE.

JORGE FERNANDES NOVO PRESIDENTE DA ACB ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DA BEIRA

Jorge Fernandes confirmado novo Presidente da Associação Comercial da Beira – ACB Beira (O Autarca) – Tal como já vinhamos vaticinando, o empresário Jorge Augusto Fernandes foi confirmado na noite da última sexta-feira (21), novo Presidente da Associação Comercial da Beira (ACB). Jorge Fernandes que sucede Prakash Prehlad que cumpriu integralmente os dois mandatos que constituem o limite imposto pelos estatutos da ACB, foi conduzido ao cargo num processo democrático, que foi a agenda principal da última assembleia-geral da Associação Comercial da Beira. Concorrendo sozinho a frente da única lista “A”, Jorge Fernandes recebeu 90 votos do universo de 91 membros presentes. O novo governo da ACB presidido por Jorge Fernandes integra dezanove membros, incluindo três mulheres. A presidência conta com dois vicepresidentes, nomeadamente Mário da Cruz de Amaral (1º Vice-Presidente) e Félix Machado (2º Vice-Presidente). O anterior Presidente, Prakash Prehlad, é agora o Presidente da Assembleia-Geral, órgão que conta com um Vice-Presidente, nomeadamente Gabriel de Oliveira. A composição da direcção da ACB compreende quatro órgãos, nomeadamente (i) Presidência; (ii) Assembleia-Geral – que além do Presidente e Vice-Presidente integra ainda dois secretários, respectivamente Alexandre Baltazar e Miguel de Jenga; (iii) Conselho Fiscal – que passa a ser presidido por uma mulher, Ana Maria Fernandes, e tem outros quatro elementos, nomeadamente um Relator (Luís Filipe Tadeu Fernandes), um Vogal (Ramiro da Silva) e dois suplentes (Alberto Mutende e Sadique Osmane I. Camissá); e (iv) Conselho Director representado por sete membros, designadamente Sicandar Esmail, Ebraim Umarji, Filomena Rodriguês, Isabel Castro Filipe de Araújo, Harishkumar Naunitlal, Joaquim de Vasconcelos e José Sousa. Importa salientar que apenas os três membros que compõem a presidência da ACB, designadamente Jorge Fernandes (Presidente), Mário da Cruz de Amaral (1º Vice-Presidente) e Félix Machado (2º Vice-Presidente) foram eleitos na qualidade de personalidades individuais, enquanto os restantes elementos foram eleitos em representação das respectivas empresas associadas. Os novos titulares dos órgãos socais da Associação Comercial da Beira tomam posse numa cerimónia a realizar-se na próxima quarta-feira (26).■ (Chabane Falume)"
FONTE: JORNAL O AUTARCA DE MOÇAMBIQUE.

sexta-feira, 21 de julho de 2017

ACB ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DA BEIRA ELEGEU HOJE NOVOS ORGÃOS SOCIAIS, ELEITO PRESIDENTE JORGE FERNANDES

HOJE NUMA ASSEMBLEIA GERAL MUITO CONCORRIDA NA SEDE DA ACB CONTANDO COM MAIS DE NOVENTA VOTANTES FORAM ELEITOS OS NOVOS ORGÃOS SOCIAIS DA PRESTIGIADA ASSOCIAÇÃO. JORGE FERNANDES CONHECIDO CIDADAO E PROFISSIONAL DE CONTABILIDADE E CONSULTOR É O NOVO PRESIDENTE. AS CONTAS DO EXERCICIO DE 2016 FORAM APROVADAS POR UNANIMIDADE E COM UMA SITUAÇÃO FINANCEIRA HERDADADA PELA NOVA DIRECÇÃO BEM DESAFOGADA.PARABÉNS À NOVA DIRECÇÃO E A TODOS OS OUTROS SOCIAIS. VAMOS EM FRENTE!

ESCOLA SECUNDÁRIA DE SÃO JOSÉ DA BEIRA, MUNHAVA, TEM DA APOIO DA CORNELDER DE MOÇAMBIQUE

Cornelder de Moçambique oferece equipamento informático a Escola Secundária São José A foto ilustra o momento em que o Padre Vitorino Lucas, director da Escola Secundária São José, enaltecia o gesto solidário manifestado pela empresa Cornelder de Moçambique. Na imagem, Jan de Vries, director executivo da Cornelder de Moçambique, o segundo da direita para a esquerda çambique enquadra-se nas actividades de responsabilidade social da empresa. O director da Escola Secundá- ria São José, o Padre Vitorino Lucas, enalteceu a iniciativa da Cornelder de Moçambique e disse que o equipamento oferecido vai minimizar as necessidades decorrentes do processo de promoção do ensino de informática aos mais de 1700 alunos que frequentam o estabelecimento. O director executivo da Cornelder de Mocambique, Jan de Vries, disse ser um enorme prazer a sua empresa apoiar a Escola São José nos esforços que visam beneficiar as comunidades locais. Lembrou que o bairro da Munhava está localizado próximo da zona portuária e nele habitam muitas pessoas que desenvolvem trabalhos no Porto da Beira. “Podemos ajudar várias iniciativas, mas é muito importante o nosso apoio para o benefício da comunidade da Munhava, onde acreditamos que vivem muitos dos nossos colaboradores” – referiu Jan de Vries. Importa salientar que, anteriormente, a Escola Secundária São Jose já se beneficiou de outros apoios da Cornelder de Mocambique.■ (Chabane Falume) Beira (O Autarca) – A empresa Cornelder de Moçambique, concessionária do Porto da Beira, ofereceu cinco computadores, um projector e uma tela móvel a Escola Secundária São José, na Munhava, cidade da Beira. Trata-se de um estabelecimento de ensino pertencente a Igreja Católica. A escola que lecciona da oitava a 12ª classes possui uma sala para o ensino de informática. O gesto da Cornelder de MoFornecimento de energia condiciona saida do jornal Beira (O Autarca) – "
FONTE: JORNAL O AUTARCA DE MOÇAMBIQUE.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

FUNDO INTERNACIONAL PARA O DESENVOLVIMENTO AGRICOLA - FIDA INVESTE 150 MILHÕES DE USD EM MOÇAMBIQUE

"FIDA investe 150 milhões de USD em Moçambique Maputo (O Autarca) – O Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (FIDA) vai investir cerca de 150 milhões de dólares (131,6 milhões de euros) no apoio a pequenos agricultores e à aquacultura, nos próximos cinco anos. "O valor destina-se a apoiar os pequenos agricultores, bem como a aquacultura", afirmou o representante do FIDA em Moçambique, Robson Mutandi, citado pela Agência de Informação de Moçambique (AIM). Robson Mutandi falava no final de uma reunião com o governo para revisão de desempenho da carteira de projectos financiados pela organização. O representante do FIDA disse que a ajuda que a instituição vai canalizar, a partir de 2018, visa dinamizar os mercados rurais e atender a questões como mudanças climáticas, de género e nutrição. "A nossa estraté- gia de investimento dependerá da reunião de hoje e de outras subsequentes, mas temos algumas ideias de investimento pelo que vamos desembolsar o valor nos próximos cinco anos" – sublinhou.■ (R)"
FONTE: JORNAL O AUTARCA DE MOÇAMBIQUE.

terça-feira, 18 de julho de 2017

PORTO NO NORTE DE PORTUGAL E DELTA CAFÉ NA MAIOR COM AUDAZ E CRIATIVA INICIATIVA

Loja Delta Q no Porto reabre com novo parceiro: a Manteigaria

FONTE: Author:  Share:      

A loja Delta Q no Porto, situada junto ao Mercado do Bolhão, conta agora com uma fábrica de pastéis de nata da Manteigaria dentro do seu próprio espaço.
Com esta parceria, as duas marcas Portuguesas pretendem diversificar a sua oferta e proporcionar aos seus clientes uma combinação perfeita: o seu Delta Q de sempre e os deliciosos pastéis de nata da Manteigaria.
Mas as novidades não ficam por aqui. Para além da recente remodelação que alterou a imagem da loja, a marca quer continuar a estar próxima dos seus consumidores e a ser relevante no seu dia-a-dia. Materializando esta promessa, a loja da marca vai proporcionar experiências únicas à volta do café: as Qoffee sessions com a equipa barista Delta Q.
“Com esta nova parceria, a Delta Q reafirma o seu compromisso, oferecer aos seus consumidores propostas diferenciadoras e únicas, garantindo a partilha de bons momentos e experiências inesquecíveis. Este é um espaço 100% nacional, que se pretende de referência na cidade do Porto, com oferta de produtos portugueses de elevada qualidade aliado a todo o expertise dos cafés únicos da Delta”, reforça Rui Miguel Nabeiro, Administrador do Grupo Nabeiro – Delta Cafés.
“Esta é a união perfeita de dois produtos genuinamente portugueses, aliando a melhor tradição a uma imagem fresca de contemporaneidade.”, afirma Aristides Rocha Vieira, proprietário da Manteigaria."

     



ELEIÇÕES EM MOÇAMBIQUE: COMUNIDADE INTERNACIONAL DISPONIVEL PARA APOIAR ELEIÇÔES A 10 DE OUTUBRO DE 2018

"Comunidade internacional disponível para apoiar eleições em Moçambique Maputo (O Autarca) – A comunidade internacional garante apoio ao processo eleitoral em Moçambique, para realização das eleições locais, a 10 de outubro de 2018, e das eleições gerais e das assembleias provinciais em 2019. O apoio foi manifestado, semana passada, em Maputo, durante o encontro entre os membros da Comissão Nacional de Eleições (CNE) e o corpo diplomático acreditado em Mo- çambique, no âmbito dos preparativos para os próximos pleitos. “Nós estamos praticamente disponíveis para ajudar os processos e trabalhar com a Comissão Nacional de Eleições e com os outros membros da comunidade internacional para assegurar que este processo seja de facto transparente e justo”, disse o embaixador dos EUA acreditado em Moçambique, Dean Pittman, em declarações a Rádio Moçambique. Numa breve retrospectiva sobre as actividades até então realizadas, no quadro de preparação dos pleitos em vista no país, o presidente da CNE, Abdul Carimo, apontou, a título de exemplo, a primeira reunião nacional dos órgãos eleitorais, realizada nos dias 26 e 27 de junho, para definir a estratégia a ser implementada nas elei- ções municipais. Segundo Carimo, já foi concluída a instalação dos órgãos de apoio a nível provincial, distrital e de cidade onde vão decorrer as eleições autárquicas, ao que se seguirá a deslocação dos membros da CNE às províncias para capacitação em matéria de legislação eleitoral. O presidente da CNE disse que o Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE) já notificou os partidos políticos com assento na Assembleia da República (AR) para apresentarem os técnicos que vão integrar este órgão a nível central, provincial e distrital. Explicou que após a constituição dos órgãos de apoio à CNE, e integrados os técnicos dos partidos políticos, estarão criadas as condições para o início do processo.■"
FONTE: JORNAL O AUTARCA DE MOÇAMBIQUE.

sexta-feira, 14 de julho de 2017

AMÉRICO AMORIM, GRANDE EMPREENDEDOR, PALAVRA MÁGICA PARA SI: MOÇAMBIQUE!


AMÉRICO AMORIM, CONHECIO-O HÁ BOCADO, DECIDIDO E DETERMINADO!



SÓ ME RECORDO DO PRIMEIRO ENCONTRO COM ELE, ALGURES ENTRE 1979/1980, EU TRABALHAVA NA STAR – TRANSITÁRIOS, QUEM ORGANIZOU TUDO FOI MANUEL SOARES, TAMBÉM DA STAR.

DESDE AÍ FUI-ME ENCONTRANDO COM ELE OCASIONALMENTE, EM EVENTOS PÚBLICOS, ATÉ SER NOMEADO CONSUL GERAL HONORÁRIO DE MOÇAMBIQUE NO PORTO E ZONA NORTE DE PORTUGAL, ELE JÁ ERA CONSUL DA HUNGRIA. DESDE ESSA DATA ATÉ À SUA DOENÇA QUE O LEVOU, OS ENCONTROS ERAM MAIS HABITUAIS. ERA ÁVIDO DE NOTICIAS DE MOÇAMBIQUE, SEMPRE ME RECEBEU OUVIU E DE IMEDIATO FAZIA TELEFONEMAS. PARA AMÉRICO AMORIM ERA UMA GRANDE PREOCUPAÇÃO A QUALIDADE E EFICIÊNCIA DAS SUAS EMPRESAS. NUNCA TEVE UMA GREVE NO SEU GRUPO, EXPLICOU-ME PORQUÊ. QUANTAS VEZES QUEM ME LEVOU DO PORTO AO SEU ESCRITÓRIO FOI O INCANSÁVEL SR ANIBAL MUCHA, CONCEITUADO PROPRIETÁRIO DE UM BOM SERVIÇO DE TÁXIS PARA EMPRESAS.

O ÚLTIMO ENCONTRO EMPRESARIAL NA SUA EMPRESA EM QUE ESTIVE, TAMBEM ESTEVE A EMBAIXADORA DE MOÇAMBIQUE FERNANDA MOISÉS LICHALE, A SUA FILHA MARTA TAMÉM ESTEVE PRESENTE, ENTRE OUTROS GESTORES DO GRUPO AMÉRICO AMORIM.

NUNCA ESQUECEREI TAMBÉM O SEMPRE DISPONIVEL E EFICIENTE SECRETÁRIO ASSESSOR, JOSÉ LUIS, NUNCA DESCUROU A MARCAÇÃO DE UM ENCONTRO COM AMÉRICO AMORIM E A MINHA PESSOA, HAVIA UMA PALAVRA, CHAVE, QUIÇÁ MÁGICA, PRIORITÁRIA PARA ESTES ENCONTROS:MOÇAMBIQUE!

DESCANSE EM PAZ, GRANDE EMPREENDEDOR!
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

"Morreu Américo Amorim, o mais rico de Portugal Américo Amorim morreu nesta quinta-feira (13), aos 82 anos, vítima de problemas de saúde que já o afectavam há algum tempo. O empresário, que nos últimos anos surgiu na revista Forbes como o homem mais rico de Portugal, é descrito como um "self-made man" que conseguiu construir um dos maiores impérios industriais de Portugal. Américo Ferreira de Amorim, que morreu nesta quinta-feira, estava prestes a completar 83 anos, nasceu em Mozelos, Santa Maria da Feira, em 21 de julho de 1934. Segundo os relatos da imprensa, teve uma infância modesta, fez o Curso Comercial no Porto e foi trabalhar nos anos 50 para a empresa de cortiça da família. Depois viajou pelo mundo. "Estive durante quatro anos e meio fora de Portugal, nos caminhos de ferro, em segunda classe e a dormir em pensões. Andei pela América do Sul, Europa Central e Ásia. Conheci povos, mentalidades, culturas, guetos de poder, sociedades desfavorecidas. Fiquei com a ideia de como era o globo. Foi uma universidade fantástica", afirmou, citado pela revista Visão. Nos últimos anos, Américo Amorim surgiu quase ininterruptamente na revista Forbes como o homem mais rico de Portugal. Na lista anual de 2016 da revista surgem 1.810 milioná- rios e o empresário português ocupa a posição 369, a mesma do ano anterior, com uma fortuna estimada em 4,1 mil milhões de dólares (3,7 mil milhões de euros). Atrás dele, mas a larga distância, aparecem dois outros portugueses, Alexandre Soares dos Santos e Belmiro de Azevedo. "Não me considero rico. Sou trabalhador".■ (Redacção/ DN_ "
FONTE: JORNAL O AUTARCA DE MOÇAMBIQUE, edição 14 de Julho de 2017.

quinta-feira, 13 de julho de 2017

PORTUGAL NO CORAÇÃO, CIDADÃOS PORTUGUESES COM MAIS DE 20 DE AUSENCIA DE PORTUGAL E COM DIFICULDADES ECONOMICAS A RESIDIR NO ESTRANGEIRO, PODERÃO CANDIDATAR-SE A UMA VIAGEM A PORTUGAL, ATENÇÃO ÀS CONDIÇÕES E PRAZO DA CANDIDATURA.

"Refª  284
        13-07-2017 
Caros Concidadãos,

A título de informação e eventualmente divulgação junto de concidadãos das vossas amizades/conhecimento que se encontrem abrangidos e interessados em participar na edição do Programa “Portugal no Coração” que vai ter lugar este ano, à semelhança do que sucede desde 1996, que decorrerá durante a 2ª quinzena de Outubro do corrente ano e se destina a levar até Portugal cidadãos portugueses com mais de 65 anos de idade, residentes fora da Europa, contemplando até ao máximo de 15 idosos, que por razões de carência económica não visitem o nosso País há mais de 20 anos,  transmito o seguinte:

-O referido Programa rege-se pelo Regulamento que se remete em ficheiro anexo;

-Cada candidato deverá preencher a ficha de inscrição, igualmente em anexo, acompanhada de uma fotocópia simples do documento de identificação (Bilhete de Identidade ou Cartão de Cidadão);

-É permitido ao candidato prolongar a sua estada em Portugal para visitar ali familiares e/ou amigos, mas só depois de terminado o programa cultural e turístico conjunto;

-A validade do seguro de acidentes pessoais cobre apenas os riscos durante as viagens e programa turístico-cultural, benefício este que não abrange o período superior de estada após o programa, caso o candidato entenda prolongar a sua permanência no nosso País;

-O candidato, a quem se solicita uma leitura atenta do Regulamento, deverá ainda assinar o termo de responsabilidade, que se anexa;

-Em fase posterior, depois do candidato ser selecionado, será exigida a apresentação de um atestado médico, bem como o preenchimento, pelo clínico assistente respetivo, de uma ficha com elementos sobre o seu estado geral de saúde;

-A partir desta data, igual informação se encontra afixada nas instalações deste Consulado-Geral, conforme Aviso abaixo transcrito.

PROGRAMA “PORTUGAL  NO  CORAÇÃO” -2017


 OUTUBRO


O Consulado-Geral de Portugal na Beira solicita a atenção para o Programa “Portugal no Coração-2017”, organizado pela Secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas, com o objetivo de levar a Portugalcidadãos portugueses com mais de 65 anos de idade, residentes fora da Europa e que, por razões de ordem económica, não visitem o nosso País há mais de 20 anos, que contemplará este ano até ao máximo de 15 idosos.
Aquele Programa terá lugar durante a  2ª quinzena de Outubro do corrente ano.

            Mais se informa que as Candidaturas dos interessados devem dar entrada neste Consulado-Geral até ao dia 28 de Agosto devendo as respetivas fichas de candidatura e termo de responsabilidade ser solicitados neste Consulado-Geral.


         OBS. Os candidatos que reúnam as condições previstas no Regulamento (que poderá ser consultado nas instalações deste Posto) e não tenham sido selecionados em anos anteriores por falta de vagas, podem apresentar nova candidatura.
           
Beira, 13 de Julho de 2017.

Com os melhores cumprimentos,

António Chrystêllo Tavares 
Cônsul-Geral

Rua António Enes, 148/149 2º andar
Beira - Moçambique
tel. 00 258 23 32 60 76 / 23322296 / 23326066
fax 00 258 23 32 46 88
FONTE: COMUNICADO DO CONSUL - GERAL DE PORTUGAL NA BEIRA.

terça-feira, 11 de julho de 2017

CERVEJA DE MOÇAMBIQUE ABSORVE PRODUÇÃO DE MILHO NO CENTRO DE MOÇAMBIQUE

  MOÇAMBIQUE

Cerveja absorve produção de milho no centro de Moçambique

Maputo - A província da Zambézia, no centro de Moçambique, prevê escoar este ano 650 mil toneladas de milho para uma nova linha de produção das Cervejas de Moçambique, anunciaram as autoridades provinciais.
"A nossa espectativa é de que não haja excedente", sendo garantido a venda de toda a produção, explicou Momad Juízo, diretor da Indústria e Comércio na Zambézia, citado segunda-feira pela Rádio Moçambique."
FONTE LUSA MOÇAMBIQUE.

BANCO MUNDIAL E FAO APOIAM MOÇAMBIQUE COM SEIS MILHÕES DE DÓLARES PARA FORTALECER A GESTÃOSUSTENTÁVEL DA FLORESTA MOÇAMBICANA

Banco Mundial e FAO assinam acordo para fortalecer a gestão da floresta de Moçambique

Maputo - O Banco Mundial e a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) assinaram segunda-feira um acordo de seis milhões de dólares (5,2 milhões de euros) para fortalecer a gestão sustentável da floresta moçambicana.
O acordo faz parte do recém-aprovado Projeto de Investimento Florestal Moçambicano (MozFIP), no valor de 47 milhões de dólares, e que "visa travar o ritmo acelerado de desflorestação do país" e cuja execução arranca este mês, anunciam as duas instituições em comunicado."
FONTE: LUSA MOÇAMBIQUE.

PORTUGAL E ANGOLA: GRUPO PORTUGUÊS PROEF PARCEIRO DO INSTITUTO NACIONAL DE SANGUE DE ANGOLA APOIA DOAÇÕES DE SANGUE NO PAIS

   PORTUGAL

Grupo português quer angariar mil doações de sangue em Angola em 10 dias

Luanda - O grupo empresarial português Proef tornou-se segunda-feira no 90.º parceiro do Instituto Nacional do Sangue de Angola e pretende garantir, em dez dias, 1.000 doações de sangue, para ajudar a suprir as necessidades do país.
A iniciativa da empresa portuguesa, que opera em Angola nos ramos de eletricidade, telecomunicações e energias renováveis, foi segunda-feira lançada, em Luanda, e vai decorrer até ao próximo dia 19, contando com a colaboração de trabalhadores e parceiros do grupo Proef."
FONTE: LUSA MOÇAMBIQUE.

PEDIATRIA PORTUGUESA EM ANGOLA, OBRAS DE CONSTRUÇÃO E APETRECHAMENTO EFECTUADAS POR EMPRESAS PORTUGUESAS


Empresas portuguesas constroem unidades de saúde pediátrica em Luanda por 200 M€

Luanda - Duas construtoras de origem portuguesa foram escolhidas pelo Governo angolano para construir, em Luanda, por mais de 200 milhões de euros, duas unidades sanitárias pediátricas, segundo despachos presidenciais de final de junho a que a Lusa teve acesso.
Uma dessas obras envolve a construção e apetrechamento do Instituto Hematológico Pediátrico de Luanda, entregue à Mota-Engil Angola pelo valor, em kwanzas, equivalente a 38,5 milhões de dólares (33,7 milhões de euros)."
FONTE: LUSA MOÇAMBIQUE.

sexta-feira, 7 de julho de 2017

DENTISTAS MÉDICOS PORTUGUESES EM MOÇAMBIQUE TRANSMITEM CONHECIMENTOS DE TÉCNICAS INOVADORAS, PROMOVEM: HEALTH4MOZ E FACULDADE DE MEDICINA DENTÁRIA DO PORTO

Dentistas portugueses ensinam técnica inovadora em Moçambique Maputo (O Autarca) – Um grupo de dentistas portugueses e o especialista holandês Jo E. Frenchen vão deslocar-se a Moçambique, de 10 a 23 de julho corrente, com o objectivo de transmitir uma técnica inovadora de medicina dentária – ART/CAST - aos alunos e docentes das cidades da Beira e de Nampula, no quadro da iniciativa “Health4Moz: Projeto Moçambique “Mais que um sorriso”. A Missão ora anunciada resulta de uma parceria que envolve a Health4Moz e a Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto (FMDUP), devendo incidir a sua ac- ção na divulgação de uma técnica inovadora denominada denominada “Atraumatic Restorative Treatment / Caries Assessment Spectrum and Treatment (ART/CAST)”, que permite o tratamento de cáries de uma forma não invasiva, utilizando menos instrumentos e material, não sendo necessá- ria anestesia ou que a intervenção seja feita no consultório de um dentista. Durante a missão, os médicos portugueses, irão ensinar esta técnica inovadora a alunos e médicos dentistas de Moçambique, bem como realizar a aplicação deste tratamento a cerca de 500 crianças em idade escolar, observadas no âmbito do projeto “Mozambique: more than a smile” e a todos os que dele necessitem. Carla Rêgo, presidente da Health4Moz, explica que «a missão irá impactar um total de 70 alunos finalistas de medicina dentária e médicos dentistas pertencentes às cidades da Beira e Nampula, prevendo avaliar e tratar cerca de 600 crianças com idades compreendidas entre os 6 e os 10 anos». O projeto de saúde oral da Health4Moz contou com uma Missão em 2014. A análise das necessidades de formação e de assistência constatadas nessa Missão permitiu a elabora- ção de um Projecto que recebeu a bolsa anual da Federação Internacional de Medicina Dentária (FDI). O apoio do Instituto Camões – Instituto da Cooperação e da Língua Portugal, permitirá à Health4MOZ alargar o seu Projecto, em dois anos, a todo o território de Moçambique, visando a implementa- ção de um Programa de Promoção e Vigilância da Saúde Oral Escolar, com ponto de partida nas Faculdades de Medicina Dentária.■ (Redacção)"
FONTE: JORNAL O AUTARCA DE MOÇAMBIQUE