quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

INHAMBANE - 2 - FORTE AFLUXO DE TURISTAS

"Quadra festiva: mais de 25 mil turistas são aguardados na província de Inhambane . 21/12/2010. O movimento de turistas que afluem às praias paradisíacas da província de Inhambane, sul de Moçambique, aumentou consideravelmente, sobretudo a partir dos finais da primeira quinzena de Dezembro corrente, estando já algumas estâncias turísticas sem capacidade para acolher mais hóspedes, durante a presente quadra festiva de Natal e fim-do-ano. Ao longo da Estrada Nacional Número 1 (EN1), que liga Moçambique de sul a norte, e das ruas que dão acesso às estâncias turísticas localizadas na costa da província, com a extensão de 700 quilómetros, são visíveis inúmeras viaturas transportando turistas provenientes dos países vizinhos, particularmente a África do Sul, Botswana e Zimbabwe. Dados colhidos na direcção provincial do Turismo em Inhambane estimam em cerca de 25.000 o número de turistas que nesta época festiva visitarão aquela província, representando um aumento considerável relativamente à quadra anterior, apesar da presente crise económico-financeira internacional. Em Vilankulo, norte da província, por exemplo, as cerca de duas dezenas de estâncias turísticas existentes, há mais de uma semana que já não têm espaço para acolher mais hospedes, mas continua intenso o movimento de turistas que para lá se deslocam à procura de locais de lazer. As autoridades locais dizem que cerca de 4.000 turistas visitarão Vilankulo nesta época de festas. Refira-se que é no norte da província de Inhambane onde se localizam algumas das emblemáticas estâncias turísticas do país, entre as quais se destacam as situadas no Parque Nacional de Bazaruto, que compreende um conjunto de ilhas com locais praticamente virgens e com uma beleza espectacular. Entretanto, o director-geral do Instituto Nacional da Marinha (INAMAR), Ernesto Augusto, disse estarem criadas as condições para o reforço da capacidade interventiva da instituição face a eventuais casos de afogamento nas praias moçambicanas durante o período festivo. “A actuação conjunta de todas as forças ligadas ao INAMAR nas zonas balneares do país vai permitir uma maior eficácia em eventuais operações de busca e salvamento de banhistas”, acrescentou Ernesto Augusto, esclarecendo estarem disponíveis alguns recursos para acções. Referiu que nessas operações, que incluirão também a sensibilização e educação dos banhistas sobre o comportamento que devem ter quando se fizerem ao mar, o INAMAR contará com intervenções das forças policiais, marítimas e fluviais, bem como da Marinha de Guerra. “O INAMAR está preparado para fazer buscas e salvamento ao longo de toda a costa marítima do país, e o que se pretende com estas acções que estamos a desencadear a partir de agora é tornar a presente quadra festiva a melhor e a mais tranquila de todos os anos”, frisou o director-geral do INAMAR.
(RM/AIM)" Fonte Rádio Moçambique.

Sem comentários:

Publicar um comentário