quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

CFM - Caminhos de Ferro de Moçambique - PRIORIZA COMPETITIVIDADE

"CFM prioriza competitividade . A PROMOÇÃO da eficiência e competitividade continuará a ser o eixo principal de orientação da Empresa Portos e Caminhos de Ferro de Moçambique (CFM) no próximo ano, revelou ontem em Maputo o Presidente do Conselho de Administração daquela companhia, num encontro com jornalistas nacionais no contexto do fim de ano. Maputo, Quarta-Feira, 29 de Dezembro de 2010:: Notícias A expectativa, segundo Rosário Mualeia, é fazer com que os CFM respondam cada vez melhor ao objectivo estratégico de contribuir para o desenvolvimento do sector de transportes em Moçambique, estimular as trocas comerciais e o relacionamento entre os sectores público e privado, e fortalecer o projecto de integração regional da África Austral.Ligado a esta filosofia, Mualeia referiu-se à prevista conclusão, em Janeiro de 2011, do projecto de aprofundamento do canal de acesso e bacia de manobras do Porto da Beira, na província de Sofala, o que vai permitir que aquela infra-estrutura melhore significativamente a sua competitividade e corresponda à demanda regional de transporte que se anuncia para os próximos tempos.Apesar de em 2010 ter alcançado resultados positivos nas áreas ferroviária e portuária, os CFM ressentiram-se, de acordo com o seu PCA, dos efeitos da crise financeira que se abateu sobre a economia global e sobre todos os intervenientes da cadeia logística do sector. Particularmente relevante é o facto de a recessão económica se fazer sentir com maior incidência no sistema ferroviário sul, por sinal, o único actualmente sob exploração directa dos CFM, facto que acabou condicionando os resultados operacionais e financeiros.Ainda assim, e na hora do balanço do desempenho do seu sector, Mualeia referiu-se a um incremento dos volumes de tráfego ferroviário e portuário, da facturação e cobrança de receitas, bem como de todo o exercício ligado à promoção de investimentos, feitos que deverão levar à viabilização do plano estratégico da empresa. Com efeito, segundo dados fornecidos pela empresa, de Janeiro a Novembro de 2010 foram manuseadas 12 721 mil toneladas métricas de carga diversa contra 11 317 mil do ano passado. Na área ferroviária foram transportadas 4839 mil toneladas líquidas contra 4229 mil toneladas líquidas do ano anterior. No mesmo período, foram transportados 3 202 494 passageiros contra 2 343 897 de 2009." Fonte Jornal NOTICIAS.

Sem comentários:

Publicar um comentário