sábado, 8 de dezembro de 2012

PRIMEIRO MINISTRO DE MOÇAMBIQUE ALBERTO VAQUINA E A MELHORIA DO AMBIENTE DE NEG´CIOS EM PARCERIA COM O SECTOR PRIVADO: ESTRATÉGIA PARA 2013-2017

"Governo prepara nova estratégia para negócios


O GOVERNO moçambicano, em parceria com o sector privado, está a elaborar a segunda estratégia para a melhoria do ambiente de negócios no país para os próximos 5 anos, cobrindo o período 2013-2017. O facto foi tornado público ontem, em Maputo, pelo primeiro-ministro, Alberto Vaquina, na abertura da 6ª Reunião do Grupo Interministerial para a Remoção de Barreiras ao Investimento (GIRBI).Maputo, Sábado, 8 de Dezembro de 2012:: Notícias Segundo o primeiro-ministro, a nova estratégia estará focalizada nas pequenas e médias empresas, finanças rurais, impostos, construção e comércio internacional, tendo como objectivo incentivar o desenvolvimento da actividade empresarial e atrair cada vez mais investimentos para Moçambique.“Por outras palavras, devemos reflectir como moçambicanos e olhando para a necessidade de viabilizarmos a nossa economia e o desenvolvimento do nosso país, como fazer deste Moçambique o melhor destino de investimentos possível do mundo, tanto para investimento estrangeiro como para o investimento nacional resultante da poupança da nossas famílias.A reunião ontem realizada e que juntou alguns membros do governo e representantes do sector privado e de outras organizações da sociedade civil tinha como objectivo divulgar o relatório da 9ª Monitoria da Matriz de Implementação da Estratégia para a Melhoria do Ambiente de Negócios (EMAN) em Moçambique e celebrar o final do processo de implementação do EMAN 2008-2012, bem como perspectivar acções subsequentes para a melhoria do ambiente de negócios no país.Alberto Vaquina frisou na ocasião que o processo interactivo da elaboração da estratégia, revela-se de “grande importância para a melhoria do diálogo entre o sector público e o sector privado, um diálogo que deve ser permanente construtivo com vista a nos unir no cumprimento da agenda nacional de combate à pobreza e promoção do bem estar para os moçambicanos”.
“No processo de implementação da estratégia para a melhoria do ambiente de negócios devemos consolidar a prática de realização de balanços periódicos e regulares de modo a que possamos proceder a correcção dos eventuais desvios ou aspectos negativos e capitalizar os aspectos positivos celebrando com orgulho os nossos sucessos”, disse.Relativamente a estratégia para a melhoria do ambiente de negócios em Moçambique 2008-2012, segundo apuramos, foi executada em 84 por cento ao nível central e 70 por cento a nível por cento provincial.De acordo com Vaquina, durante a vigência da referida estratégia 2008-2012 foram realizadas progressos significativos na maioria dos sectores com responsabilidade na execução da estratégia nos domínios da indústria e comércio, finanças, energia, transporte e comunicações, justiça, função pública, trabalho e banca.“Todavia, apesar de todos os nossos esforços conjuntos e de forma praticamente paradoxal existe a percepção de que o ambiente de negócios no nosso país não está a melhorar, pelo menos na mesma proporção”, disse o primeiro-ministro." FONTE JORNAL NOTICIAS.

Sem comentários:

Publicar um comentário