terça-feira, 12 de agosto de 2014

MOÇAMBIQUE É UMA DAS ECONOMIAS QUE MAIS CRESCE EM ÁFRICA, ESTUDO DA GERMANY TRADE & INVEST ( GTA), 1º TRIMESTRE DE 2014 CRESCEU 7,5%

"Economia moçambicana entre as que mais crescem

12 de Agosto, 2014             

Um estudo publicado pela Germany Trade & Invest (GTAI) indica que Moçambique é uma das economias que mais cresce em África. O autor do estudo, Heiko Stumpf, delegado da GTAI na África do Sul, explica que “desde 2010 que a economia moçambicana cresce continuamente a um nível superior a sete por cento ao ano”, acrescentando que os observadores e analistas internacionais esperam um crescimento comparável até 2018.
Questionado sobre os factores que mais contribuem para o crescimento moçambicano, Stumpf referiu “os sectores da extracção de minérios, com destaque para o carvão na província nortenha de Tete”.
“A locomotiva do crescimento moçambicano é, sem dúvida, a extracção de minérios. Este é o sector com maior potencial de crescimento no país. Por enquanto, apenas dois por cento do Produto Interno Bruto advém deste sector, mas há enormes investimentos, mega-projectos, por exemplo, de grandes empresas estrangeiras, como a Vale do Brasil. Tudo indica que este sector vai, portanto, aumentar consideravelmente”, disse o delegado da GTAI na África do Sul.
“Prevê-se que, até 2020, Moçambique pode vir a exportar 50 milhões de toneladas de carvão. Algumas fontes apontam mesmo para cem milhões de toneladas por ano”, continuou.
Heiko Stumpf explicou, ainda, que foram encontradas “enormes quantidades” de gás na província de Cabo Delgado, perto da foz do Rio Rovuma. “Empresas da especialidade, como a Anadarko ou a ENI, investiram milhares de milhões de dólares. E isso também contribui para o crescimento”, afirmou.
Para a população, “vai ser uma longa caminhada até que o crescimento possa beneficiar todas as camadas da sociedade moçambicana”.
 Segundo Heiko Stumpf, “muito dinheiro é gasto em máquinas e equipamentos, que têm de ser importados.Não vão por isso ser criados tão cedo muitos postos de trabalho. O desemprego é alto em Moçambique e vai continuar alto, tudo o indica”, concluiu.
A economia moçambicana registou um crescimento de 7,5 por cento durante o primeiro trimestre deste ano, um decréscimo de 1,6 pontos percentuais face ao período homólogo, informou o Banco Mundial no seu mais recente relatório sobre Moçambique.
O relatório informa que o crescimento registado durante os três primeiros meses do ano foi “significativamente maior" do que no último trimestre de 2013."
FONTE: NEWSBRIEF E JORNAL DE ANGOLA.

Sem comentários:

Publicar um comentário