sexta-feira, 29 de junho de 2012

ELECTRIFICAÇÃO DOS DISTRITOS DE CABO DELGADO, BALAMA E NAMUNO, TEM FUNDOS ASSEGURADOS

"Projectos de electrificação: Assegurados fundos para Balama e Namuno. Já existem fundos para a electrificação das duas sedes distritais ainda não cobertas pelo projecto de ligação à rede nacional de energia na província de Cabo de Delgado. Fonte da direcção província de Energia naquela região do país, não avança valores para garante que caso tudo corra a contento, os dois distritos terão corrente eléctrica até 2013.
Maputo, Sexta-Feira, 29 de Junho de 2012:: Notícias . Até aqui 15 distritos da província de Cabo Delgado já estão ligados à rede nacional de energia o que está a contribuir para uma cada vez atracção de investimentos e desenvolvimento dos distritos.     Ramiro Nguiraze, considera que durante a electrificação dos distritos também se abre a oportunidade de ligar algumas sedes de localidades e algumas aldeias à rede o que está também a trazer mudanças na vida das comunidades abrangidas.“Também estão a surgir pequenas indústrias mesmo o sector da hoteleira está a despontar como resultado da electrificação. Nota-se igualmente, a expansão da banca que durante muito tempo não tinha como se expandir devido a falta de energia”, evidenciou Nguiraze.Referindo que o processo de electrificação de Namuno e Balama já está em curso, sobretudo porque as empresas que poderão executar os projectos já realizaram visitas ao terreno, a nossa fonte precisou que até ao final do ano passado tinha se atingido um pouco acima de 20 mil ligações, mas hoje já se fala na ordem de 35 mil ligações em Cabo Delgado.“Portanto, há um crescimento enorme das ligações e acreditamos que a tendência vai ser esta porque, gradualmente, estamos a electrificar novas aldeias e novas localidades. Para além disso novos bairros de Montepuez, Pemba, Mocímboa da Praia estão a beneficiar da electrificação”, sustentou.Observando que a electrificação de Cabo Delgado vai contribuir para a mudança, sobretudo no campo económico da província, Nguiraze apontou, por exemplo que, na Agricultura, também foi estabelecida a ligação eléctrica ao regadio de Nguri, uma infra-estrutura neste momento sub-aproveita.Significa que logo que o Governo encontrar investidores interessados para a reactivação do regadio de Nguri, o problema de energia eléctrica não se vai colocar o que poderá também minimizar os custos operacionais através da utilização de electrobombas no lugar das motobombas a diesel.“Neste momento, ainda não electrificamos o regadio de Chipembe e provavelmente vai se beneficiar da corrente no projecto que vai ser executado agora que é para a ligação do distrito de Namuno e Balama, uma vez que Chipembe está em Balama”, frisou Nguiraze." Fonte Jornal Noticias.

Sem comentários:

Publicar um comentário