quarta-feira, 29 de agosto de 2012

EXPORTAÇÕES PORTUGUESAS PARA MOÇAMBIQUE CRESCERAM EM 2011 E CONTINUAM A CRESCER EM 2012

"Exportações de Portugal para Moçambique cresceram 44% em 2011. 29 de Agosto de 2012, 17:11. *** Serviço áudio e vídeo disponível em www.lusa.pt *** Maputo, 29 ago (Lusa) - As exportações de Portugal para Moçambique cresceram 44 por cento em 2011 e no primeiro semestre deste ano já aumentaram 34 por cento nos bens de consumo e 23 por cento nos bens e serviços.Os dados foram revelados hoje à Lusa pelo secretário de Estado do Desenvolvimento Regional de Portugal, António Almeida Henriques, que está na capital moçambicana para participar na Feira Internacional de Maputo (FACIM)."Isso significa que está a haver uma forte mobilização das empresas portuguesas para estes mercados, designadamente através de sistemas que temos em Portugal no âmbito de incentivo dos fundos comunitários para a lógica de internacionalização das empresas portuguesas", afirmou.Moçambique já está entre os 10 países com maior investimento português e as exportações nacionais para a antiga colónia portuguesa têm registado sucessivos recordes desde 2010."Temos cerca de duas mil empresas a exportarem para Moçambique, o que significa que, só no último ano, temos mais de 500 empresas a interagirem com o mercado moçambicano e 200 empresas de direito moçambicano que estão aqui estabelecidas", afirmou à Lusa António Almeida Henriques.Pelo menos 140 empresas portuguesas ou moçambicanas de capitais portugueses participam, desde o dia 27 de agosto e até 02 de setembro na FACIM, maior feira empresarial anual de Moçambique, ocupando uma área bruta de 1.171 metros quadrados.No Pavilhão português estarão 50 empresas e associações empresariais centrada em setores de forte implantação no mercado moçambicano, como os materiais de construção, agroalimentar e vinhos.Também estarão firmas portuguesas das áreas de metalurgia e metalomecânica, construção civil e consultoria, rochas ornamentais, tecnologias de informação, material elétrico e eletrónico, indústria do papel, portos, transportes e logística, artigos para o lar e de higiene e limpeza, confeção e vestuário, máquinas agrícolas e produtos pecuários."Há claramente um percurso de grande confiança que se tem vindo a construir ao longo dos últimos anos e sendo que hoje, desde grupos importantes ao setor financeiro, dos seguros, passando pela energia, setor alimentar, a presença é extremamente grande e, portanto, verifica-se uma lógica de grande confiança entre os dois países", sublinhou.Segundo António Almeida Henriques, Portugal e Moçambique "estão num momento de uma boa cooperação política e sob ponto de vista económico todos os indicadores reforçam o excelente momento das trocas comerciais entre os dois países".O secretário de Estado e do Desenvolvimento Regional português considera que "exportar mais é hoje para Portugal a vitamina para a crise", pelo que uma das apostas de Portugal é "internacionalização das empresas". "Obviamente que para Portugal é prioritário consolidar a sua posição da Europa, pois, as exportações para Europa representam quase 73 por cento, mas cada vez mais a nossa estratégia vai no sentido de fortalecer os laços com os países de expressão portuguesa e também esta aposta forte que estamos a fazer na América Latina", disse.MMT.Lusa/Fim" Fonte SAPO MZ

Sem comentários:

Publicar um comentário