sábado, 27 de novembro de 2010

MOÇAMBIQUE E O TURISMO

"Moçambique: zonas de interesse turístico com investimentos de 270 milhões de dólares . 28/11/2010
O presidente do Conselho de Administração da Estatal “Mozaico do Índico”, Armando Jeque, revelou que vão ser investidos 270 milhões de dólares nas zonas de interesse turístico sendo que, para já, um total de 210 milhões de dólares serão investidos em infra-estruturas das quais 47 milhões a serem aplicados na província de Cabo Delgado. “A Mozaico do Índico deverá, como representante do Estado, recorrer às linhas de crédito ou à banca para financiar estes projectos, de modo a garantir o investimento privado nas zonas já identificadas” - avançou o PCA que acrescenta que será feito um trabalho de Marketing pela “Mozaico do Índico” com vista a atrair os referidos investimentos para as ZIT, tomando em consideração a natureza dos produtos exigidos pelos turistas.  Neste sentido, o PCA da Mozaico do Índico disse que os investimentos deverão integrar as comunidades locais no seu desenvolvimento para que as mesmas se sintam parte dos empreendimentos.  Recorde-se que o Governo declarou em Julho último, zonas das províncias do Cabo Delgado, Niassa, Nampula e Inhambane como sendo de Interesse Turístico - tratando-se de locais que apresentam condições naturais e culturais para a exploração do turismo. As quatro ZIT são distritos cobertos pela baía da Pemba - a quarta maior do mundo (na província de Cabo Delgado); distritos de Metangula e Lichinga (na província do Niassa), ilhas de Crusse, Jamali, de Moçambique e distritos do Lumbo e Sancul (na província de Nampula), bem assim Inhassoro (província de Inhambane)." Fonte Rádio Moçambique.

Sem comentários:

Publicar um comentário