sábado, 27 de novembro de 2010

MAÇANICA, MALAMBE, KAPENTA - PRODUTOS TRADICIONAIS DE TETE EM PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO E REGISTO

"Para travar exportação ilegal: governo em Tete vai registar produtos como Kapenta, Malambe e Maçanica

26/11/2010. As autoridades governamentais da província de Tete pretendem registar alguns produtos tradicionalmente produzidos naquele ponto do Centro-noroeste de Moçambique e que são geralmente exportados ilegalmente para alguns países da região. Trata-se da Kapenta, um tipo de peixe capturado na Albufeira de Cahora Bassa, e frutos silvestres como Malambe e Massanica, ambas típicas da província de Tete e largamente conhecidos em todo o país. “O Governo provincial está preocupado em promover o processamento local destes produtos e agregar valor, controlar e certifica-los para que quando comercializados sem a devida certificação sejam reconhecidos como não sendo nossos”, disse esta semana a AIM, Albertina Tivane, Secretária-Permanente do Governo provincial de Tete. Segundo ela, actualmente, aquela provincia captura cerca de 15 mil toneladas de Kapenta e mesma quantidade de Tilápia por ano.
A preocupação do Governo provincial tem a ver com o facto de a comercialização do peixe ser praticada de forma ilegal e sem respeitar as mínimas regras de higiene. “Temos muitos estrangeiros, incluindo malawianos e zambianos, que capturam o peixe da Albufeira de Cahora Bassa e depois o exportam sem respeitar as regras de higiene. Na maioria das vezes, eles ate colocam o peixe em sacos sujos”, afirmou Tivane. Neste momento, o Governo provincial está a seguir procedimentos necessários para registar estes três produtos como marcas “Made in Mozambique”. (RM/AIM)" Fonte Rádio Moçambique.

Sem comentários:

Publicar um comentário