terça-feira, 1 de maio de 2012

ESTATISTICAS DE MOÇAMBIQUE

"PM quer celeridade na difusão estatística. O PRIMEIRO-ministro, Aires Ali, recomendou ontem em Maputo a um maior empenho, tempestividade e agressividade na divulgação dos resultados das operações estatísticas, bem como dos feitos dos órgãos do Sistema Estatístico Nacional reconhecidos além fronteiras.
Maputo, Terça-Feira, 1 de Maio de 2012:: Notícias
O PM falava por ocasião da reunião do Conselho Superior de Estatística (CSE), órgão que superintende o Sistema Estatístico Nacional (SEN), que apreciou e aprovou o Relatório de Actividades do Sistema Estatístico Nacional (SEN), referentes a 2011, bem como o Plano Anual de Actividades e Orçamento (PAAO 2012) para o presente ano.Das actividades previstas para este ano destaque para a realização do Inquérito contínuo aos agregados familiares que deve fornecer informação numa base trimestral e anual no quadro do plano da redução da pobreza absoluta e monitoria do Desenvolvimento Económico e Social do país.Com a adopção deste inquérito junto aos agregados familiares, o Sistema Estatístico Nacional deverá dar um salto qualitativo no que se refere a produção e disseminação de dados estatísticos conjunturais.A reunião do CSE aprovou ainda três outros instrumentos, designadamente a Classificação das Profissões de Moçambique Revisão 2 (CPM Rev2), Plano Estratégico do SEN para o período 2013-2017 e a proposta de revisão da Lei do SEN, cujo processo de reforma vinha decorrendo desde há alguns anos.
O Conselho Superior de Estatística é presidido pelo Primeiro-ministro. De acordo com o artigo 16 da Lei nº. 7/96, de 5 de Julho, o CSE orienta e coordena as actividades do Sistema Estatístico Nacional. O mesmo integra, para além do Presidente do INE, representantes do Banco de Moçambique, um representante de cada Órgão Central do Aparelho de Estado, dois representantes de Universidades nacionais, indicados pelo Conselho Nacional do Ensino Superior, representantes de associações empresariais, entre outros organismos.O CSE produziu igualmente, uma resolução que aprecia positivamente as distinções feitas por organismos internacionais, de que foi alvo o Sistema Estatístico Nacional, pelo seu bom desempenho e realização de experiências positivas, nomeadamente a classificação em segundo lugar no ranking dos produtores de estatísticas entre os Países africanos, bem como na realização do Censo Agro-pecuário em sintonia metodológica com o Censo da População, tendo o país sido felicitado pela FAO e convidado a partilhar a sua experiência com os demais países Africanos." Fonte Jornal NOTICIAS.

Sem comentários:

Publicar um comentário