sábado, 1 de janeiro de 2011

"ÁFRICA QUER EFICIÊNCIA DE PORTOS E CORREDORES" - RECENTE REUNIÃO EM MOMBAÇA

"África quer eficiência de portos e corredores . REPRESENTANTES de portos e corredores da África Austral e Oriental reuniram-se recentemente na cidade queniana de Mombaça para examinar questões que afectam a facilitação do comércio entre os países do continente e discutir a viabilidade do estabelecimento de um grupo de trabalho para o desenvolvimento de uma rota funcional de comércio ligando as duas regiões. Maputo, Sábado, 1 de Janeiro de 2011:: Notícias . A ideia de fundo, segundo informação divulgada pelo Maputo Corridor Logistics Initiative (MCLI), é que os portos e corredores africanos precisam atingir níveis elevados de eficiência na prestação de serviços, por forma a intervirem melhor na facilitação do comércio, no desenvolvimento dos países e na prossecução dos objectivos da integração das várias comunidades económicas regionais. Participado por 53 delegados de doze países africanos, incluindo Moçambique, o evento teve como foco das discussões a importância dos portos e corredores na facilitação do comércio e na importância das infra-estruturas no desenvolvimento da competitividade dos sistemas de transportes e rotas comerciais em África. As várias apresentações feitas no encontro tiveram como denominador comum os desafios que se colocam aos países do hinterland africano, o desenvolvimento dos caminhos de ferro e o impacto que o declínio dos sistemas ferroviários vem tendo sobre as infra-estruturas rodoviárias, em particular, e sobre a eficiência do transporte em África. Os participantes acordaram no estabelecimento de um corpo que, sob os auspícios da Associação dos Gestores dos Portos e Corredores da África Austral e Oriental (PMAESA), deverá coordenar as actividades dos portos e corredores nas duas regiões. O encontro vincou ainda que a coordenação das actividades dos corredores em África é crucial para assegurar que todos cresçam e atinjam níveis óptimos de eficiência na prestação de serviços. Participaram no encontro delegados de Moçambique, Angola, Burundi, Djibouti, Quénia, Malawi, Namíbia, Ruanda, África do Sul, Sudão, Tanzania e Zâmbia, tendo tomado parte, como convidados, representantes de várias organizações económicas regionais, nomeadamente SADC, COMESA e EAC, além do Banco Mundial, USAID e a Trade Mark East Africa.Fonte Jornal NOTICIAS

Sem comentários:

Publicar um comentário