domingo, 30 de setembro de 2012

CHERINGOMA SOFALA MOÇAMBIQUE TURISMO CINEGETICO

"Cheringoma reactiva turismo cinegético


A Prática de turismo cinegético e observação da paisagem voltou, este ano, ao planalto de Cheringoma, distrito do mesmo nome, em Sofala, depois de um longo período de abandono. Trata-se de um movimento desusado de nacionais e estrangeiros, sobretudo dos sul-africanos e zimbabweanos, contribuindo assim na arrecadação de receitas para cofres do Estado.
Maputo, Segunda-Feira, 1 de Outubro de 2012:: Notícias Cheringoma orgulha-se pela sua imensa potencialidade florestal, ocupando maior parte da superfície total, e é abundante de fauna como elefantes, búfalos, hipopótamos, leões, bois-cavalo, cudos, inhalas, cabritos do mato, porco selvagem, macacos, pássaros, serpentes, tartarugas, entre outras espécies que formam a beleza natural.Com efeito, o Secretário Permanente do distrito de Cheringoma, Eduardo Issá afirmou que a vida da comunidade começa a melhorar significativamente, através da atribuição das taxas de 20 por cento da exploração daqueles recursos naturais.Sem precisar o número exacto da movimentação de turistas, a fonte sublinhou que as zonas de Catapú, explorada pelo concessionário James Watt, e as grutas de Khozwe, constituem áreas turísticas atractivas do distrito de Cheringoma. Para isso, indicou que o Governo sensibiliza aos potenciais investidores no sentido de erguerem mais infra-estruturas básicas mormente na área onde se localizam as grutas cuja actividade ainda é embrionária. Consequentemente, na versão do chefe do posto administrativo de Inhamitanga, Domingos Pinto, tende a reduzir a caça furtiva e as queimadas descontroladas nas comunidades, havendo já ganhos visíveis que se reflectem na construção de fontes de abastecimento de água para consumo, melhoramento das estradas e aquisição de indústrias de pequenas moageiras.Além disso, a prática de turismo comove a fiscalização dos comités locais de gestão de recursos naturais, em Inhamitanga, pois a comunidade se beneficia ainda da distribuição de carne e mobiliário escolar incluindo caixões para condignas sepulturas dos defuntos.Por outro lado, Pinto anotou estar em curso no posto administrativo de Inhamitanga, o projecto de apicultura com 200 colmeias produzidas pela concessão florestal TCT, sendo que 100 unidades já foram distribuídas pelas comunidades de Nandenga, Nhacassena e Nhansole na luta contra as queimadas descontroladas.
Horácio João." Fonte Jornal NOTICIAS.

Sem comentários:

Publicar um comentário