sexta-feira, 28 de outubro de 2011

ZAMBÉZIA: ANE LANÇOU CONCURSO PARA ASFALTAGEM DE 627 QUILÓMETROS NESTA PROVINCIA, 36 MILHÕES DE METICAIS

"ZAMBÉZIA - Estradas esfaltadas - Governo provincial investe mais de 36 milhões de meticais . O governo da Zambézia vai investir mais de 36 milhões de meticais para a manutenção de 627 quilómetros de estradas asfaltadas. A Administração Nacional de Estradas (ANE), na Zambézia, lançou há dias um concurso público para a conservação de vários troços com grande peso económico na província, sendo que parte daquele lote já está em manutenção deste o início deste ano. Maputo, Sexta-Feira, 28 de Outubro de 2011:: Notícias São sete os principais troços, nomeadamente, Alto-Molócuè/Rio Ligonha,Nicoadala/RioZambeze,Nampevo/Alto-Molócuè,
Quelimane/Namacurra,Milange/Fronteira de Melosa, Nampevo/Guruè e Zalala/Quelimane. Para além destes troços, há outros que igualmente precisam de reparação urgente para fazer fluir o trânsito rodoviário, mas a falta de capacidade financeira à altura das necessidades faz com que sejam definidas prioridades pelo executivo da Zambézia.É desejo do executivo provincial da Zambézia criar condições de trânsito rodoviário mais fluído e fazer com que o escoamento da produção dos principais centros de produção para os de consumo , ocorra sem grandes sobressaltos.A província da Zambézia tem a maior rede de estradas mas nem sempre isso significa maior volume de investimentos para pôr em marcha o plano de reabilitação e manutenção das mesmas. Aliás, o director provincial das Obras Públicas e Habitação, Cristóvão Forquia, tem vindo a insistir sobre a necessidade de uma manutenção periódica, que consistiria em mexer a estrutura das estradas e não uma manutenção de rotina como tem vindo a acontecer nos últimos tempos.Muitas estradas já têm mais de 10 anos e precisam de outro tipo de investimento para dar maior consistência face ao peso de viaturas de grande tonelagem que transitam por essas rodovias.Dados em nosso poder indicam que, para o próximo ano, a reabilitação e manutenção de estradas distritais poderá custar mais de 578 milhões de meticais. A proposta orçamental foi apresentada e discutida, igualmente, na reunião da Comissão Provincial de Estradas da Zambézia, mas tudo dependerá da aprovação definitiva do orçamento.Entretanto, os administradores distritais afirmam que o fundo alocado para a reabilitação de estradas é bastante exíguo para as reais necessidades locais. Neste sentido, a Direcção Provincial das Obras Públicas e Habitação foi orientada para junto do ministério de tutela fundamentar que os actuais 1250 mil meticais atribuídos aos distritos para reabilitação de estradas estão desajustados. É que a pretensão dos membros da Comissão Provincial de Estradas é que sejam observados aspectos específicos de cada distrito. Indicou-se, por exemplo, os casos de Chinde e Inhassunge que é muito difícil fazer ligações por estrada.Entretanto, para este ano, serão investidos mais de 158 milhões de meticais para a manutenção de rotina e melhoramentos de áreas localizadas. Dados em nosso poder apontam que a província da Zambézia prevê, até ao final deste ano, fazer a manutenção de uma extensão de 4341,1 quilómetros, sendo que os trabalhos de melhoramento dos troços estão em curso. O investimento inscrito no plano de manutenção de estradas está avaliado em mais de 188 milhões de meticais que serão aplicados na reabilitação de rotina e melhoramentos localizados.A ANE diz que o plano de reabilitação e manutenção de estradas preconiza uma fiscalização mais forte pelo facto de se ter constatado que, em muitas obras públicas, os trabalhos realizados não têm sido de qualidade desejada, o que concorre para a sua destruição precoce.JOCAS ACHAR" Fonte Jornal NOTICIAS.

Sem comentários:

Publicar um comentário