quinta-feira, 13 de outubro de 2011

TETE - CHICOLODWÉ E CHIMADZI VÃO TER ÁGUA CANALIZADA

"TETE - Chicolodwè e Chimadzi vão ter água canalizada. AS unidades comunais do bairro Sansão Muthemba, arredores da cidade de Tete, vão, finalmente, beneficiar de água potável canalizada, num projecto executado e financiado pelo Fundo de Investimento e Património do Abastecimento de Água (FIPAG).Maputo, Quinta-Feira, 13 de Outubro de 2011:: Notícias. Neste momento, decorre o trabalho de extensão da rede de tubagem para a canalização de água àquelas zonas periféricas da cidade de Tete e, segundo deu a conhecer Cármen Bilal, directora do FIPAG naquele ponto do país, tudo indica que até ao final do mês em curso, o precioso liquido comece a jorrar nas fontanários recentemente construídas naquelas comunidades.“Estamos só à espera da conclusão das argolas que vão assegurar o tubo de maior dimensão que vai passar pela ponte construída no riacho que atravessa a comunidade de Chimadzi para Cachinkhe e, a empresa que está a fazer o trabalho, nos garantiu concluir a operação até ao final do mês e, na primeira semana de Novembro, teremos água canalizada em Chimadzi”, disse Cármen Bilal.A gestora do FIPAG, em Tete, apontou que, nesta primeira fase, o precioso líquido vai apenas para os fontanários devido à sua fraca pressão. No entanto, garantiu que, a partir do primeiro semestre do próximo ano, altura em que estarão concluídos e em funcionamento os dois maiores reservatórios nos bairros Mphadue e Sansão Muthemba, o FIPAG vai iniciar a sua canalização domiciliária.“Desde o ano passado, temos as condutas principais estendidas, desde o nosso depósito de Canongola, para levar a água às comunidades de Chicolodwè, Chimadzi e Cachinkhe. Mas, porque a capacidade é menor, ainda não efectuamos a interligação e tudo indica que, no próximo ano, o nosso raio de cobertura na zona rural vai ser maior”, disse Cármen Bilal.O FIPAG vai activar mais seis furos no sistema de captação e bombagem de água no Vale de Nhartanda, na cidade de Tete, Revúbue, em Chingodzi e Chithata, na vila do Município de Moatize. Por outro lado, vai desencadear uma acção de organização da sua rede de conduta, com o levantamento do seu estado físico e substituição de toda a tubagem obsoleta, colocação de contadores na rede para controlo de perdas, trabalho que vai decorrer até Dezembro do próximo ano. Relativamente aos meios para o trabalho, Cármen Bilal, referiu que diverso material constituído, na sua maioria, por tubagem de vários calibres está a chegar na cidade de Tete, o que está a contribuir para tornar a operação ainda mais célere.Para este trabalho, o Fundo de Investimento de Património do Abastecimento de Água, em Tete, conta com um financiamento disponibilizado pelo governo central e seu parceiro do sector, a Holanda, no valor de 2.400.000,00 Euros. “Os nossos grandes desafios são de garantir a satisfação do cliente, através do aumento da capacidade de produção e distribuição do precioso líquido e redução das perdas físicas”, disse a directora do FIPAG, em Tete, Cármen Bilal.Bernardo Carlos" Fonte Jornal NOTICIAS.

Sem comentários:

Publicar um comentário