terça-feira, 18 de Outubro de 2011

INHAMBANE, DISTRITO DE ZAVALA MOÇAMBIQUE, RELANÇAMENTO DA ECONOMIA EM CURSO

"INHAMBANE: Água e produção de comida nas prioridades de Zavala. O distrito de Zavala, sul da província de Inhambane, pretende atingir até 2015 uma taxa de cobertura em abastecimento de água em 60 porcento, mais 17.7 porcento dos actuais 52.3 porcento. A ideia está expressa no Plano Estratégico do Desenvolvimento do distrito de Zavala, 2012/2015, lançado última sexta-feira.Maputo, Terça-Feira, 18 de Outubro de 2011:: Notícias No que concerne à produção de comida, um dos principais pilares do instrumento, que, segundo disse o administrador distrital, Arlindo Maluleque, visa relançar a economia do distrito, prevê um incremento da produção agrícola avaliado em 37.8 porcento, passando dos actuais índices de produção que andam à volta de 228.921,4 toneladas por época para 234.985,5 toneladas de produtos diversos.Para o efeito, segundo explicou o administrador do distrito, será promovida a prática de uma agricultura de sequeiro, introduzindo métodos e técnicas apropriadas junto dos produtores do sector familiar, para além de incentivar o aproveitamento integral das zonas baixas, usando as águas subterrâneas e de pequenas barragens de terra, e a formação e divulgação das oportunidades de mercado de produtos agrícolas e de agro-processamento, capitalizando, para o efeito, os meios de comunicação existentes.Maluleque explica também que, para o efeito, será necessária a facilitação de créditos aos agricultores, associações e privados, o uso de tecnologias melhoradas de produção, bem como a promoção de culturas tolerantes à seca e de culturas de rendimento, através da montagem de campos de multiplicação nas zonas de regadio.
No distrito de Zavala, particularmente na vila de Quissico, que enfrenta uma crónica falta de água potável, o plano estratégico prevê, de entre várias actividades, assegurar a operacionalidade dos sistemas de abastecimento de água, estabelecendo mecanismos sustentáveis de reabilitação e manutenção das fontes, assegurar o acesso a peças sobressalentes de bombas manuais pelas comunidades, capitalizando os mecanismos de comercialização até às comunidades locais, o desenvolvimento de programas integrados de consciencialização sobre o uso da água, enfatizando a relação água potável, saúde, saneamento, seguro e HIV/SIDA, bem como o acesso a equipamentos e técnicas de eliminação segura de dejectos humanos a nível das famílias do distrito, através de programas de investimentos locais.O administrador do distrito de Zavala disse que o actual sistema de abastecimento de água potável na vila de Quissico não satisfaz a demanda, pois, segundo disse, a disposição do relevo acidentado onde se encontra implantado o pequeno sistema não permite que se operacionalize, com facilidade, a bombagem do precioso líquido para os reservatórios, daí a razão de constantes avarias do sistema.Para colmatar a situação, Maluleque disse que o seu executivo já tem um projecto a executar, a curto prazo, que consiste na construção de oito fontes, de forma a reforçar a bombagem de água para os reservatórios montados no sistema.O plano estratégico do distrito de Zavala, que integra as componentes de saúde, comércio, saneamento do meio, turismo, segurança pública e justiça, boa governação, desenvolvimento humano, Educação, Juventude e Tecnologias, entre outras áreas, está avaliado em 360.181,60 milhões de contos.O administrador do distrito diz que, para a implementação das actividades e projectos de desenvolvimento arrolados no instrumento lançado, semana passada, será necessária a mobilização de fundos, quer junto do governo central, dos parceiros de cooperação, bem como de outros intervenientes. VICTORINO XAVIER" Fonte Jornal NOTICIAS.

Sem comentários:

Enviar um comentário