terça-feira, 1 de março de 2011

CEDEAO - Comunidade dos Estados da África Ocidental e PORTUGAL


"ASSOCIAÇÃO Industrial Portuguesa (AIP) e as Câmaras de Comércio e Indústria Cabo-verdianas assinaram esta semana, na cidade da Praia, um protocolo de parceria para a entrada de produtos da indústria lusa no mercado da Comunidade dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), através de Cabo Verde, apurou a PANA, na cidade da Praia de fonte empresarial. Maputo, Terça-Feira, 1 de Março de 2011:: Notícias . Para o efeito, uma delegação da AIP, chefiada pelo seu presidente, esteve na capital cabo-verdiana para assinar o referido protocolo com as Câmaras de Comércio, Indústria e Serviços do Sotavento (CCISS) e de Comércio, Indústria, Serviços e Agricultura do Barlavento (CCISAB).No âmbito deste acordo, as três organizações vão promover actividades e negócios de interesse comum, incluindo as perspectivas de investimento e acesso aos mercados e organizações regionais que cada um integra, sendo a CEDEAO, no caso de Cabo Verde, e União Europeia (UE), de que Portugal faz parte.Além dos espaços regionais, as três organizações pretendem também incrementar as trocas no quadro da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP), através da Confederação Empresarial dos “oito”. A AIP compromete-se, por seu lado, a promover acções e projectos de cooperação ligados à assistência técnica, formação profissional, estudos prospectivos e intercâmbio de informação e documentação, bem como a realização de missões empresariais, feiras e outras iniciativas conjuntas. Antes de se deslocar a Cabo Verde, a delegação portuguesa, que integrou também o presidente da Associação Portuguesa do Desenvolvimento Económico e Cooperação (ELO), Francisco Murteiras Nabo, esteve em São Tomé e Príncipe, onde se reuniu com dirigentes políticos e empresariais locais tendo por objectivo fomentar as exportações portuguesas para países da Comunidade Económica e Monetária da África Central (CEMAC), espaço económico em que este arquipélago está integrado." Fonte Jornal NOTICIAS.

Sem comentários:

Publicar um comentário