quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

CTA - CONFEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES ECONÓMICAS DE MOÇAMBIQUE PREMEIA PRIMEIRO MINISTRO E MINISTRO DAS FINANÇAS

"Sector privado distingue Aires Aly e Manuel Chang. A CTA-Confederação das Associações Económicas de Moçambique premiou, recentemente, no Maputo, no decurso da gala anual desta organização, o Primeiro-ministro, Aires Aly, e o Ministério das Finanças pelo seu contributo na remoção das barreiras aos investimentos, primando pela melhoria do ambiente de negócios no país.Maputo, Quarta-Feira, 21 de Dezembro de 2011:: Notícias . O reconhecimento ao Primeiro-ministro resulta do seu contributo para a abertura do Governo ao sector privado, enquanto o Ministério das Finanças, representado por Manuel Chang, foi igualmente distinguido por ter realizado com um ano de antecedência as reformas acordadas com o sector privado.Intervindo na ocasião, o Primeiro-ministro, Aires Aly, referiu que “o Governo está efectivamente ciente de que tem que dialogar mais com o sector privado e encontrar os passos para o diálogo efectivo e pragmático, que produza resultados”.“Não pode haver momento determinado para o diálogo, pois todos os dias, todo o momento, serve para o diálogo para resolver questões pontuais”, frisou o governante, realçando que, apesar de o país ter já avançado muito nesse aspecto, ainda há espaço para se fazer muito mais, pois os momentos que se aproximam serão muito mais complexos ainda”.Por seu turno, o presidente da CTA, Rogério Manuel, indicou que “2011 foi um ano de muitos desafios para o sector privado, que resultaram de uma conjuntura económica mundial, cujos efeitos saldaram na subida do custo dos combustíveis, das matérias-primas, do financiamento e ainda a flutuação da taxa de câmbio face às principais moedas de troca”.“Todavia, onde há crise existem também oportunidades. O ano de 2011 viu chegar a Moçambique diversos investidores vindo da Europa, Ásia, América Latina, em busca de oportunidades de investimento e a CTA, em parceria com o Governo, não deixou passar essas oportunidades, tendo promovido parcerias de negócios entre empresas locais e estrangeiras, através de missões empresariais”, finalizou Rogério Manuel." Fonte Jornal NOTICIAS.

Sem comentários:

Publicar um comentário