quinta-feira, 17 de outubro de 2013

BOLSA DE VALORES DE MOÇAMBIQUE: A SUA DINÂMICA CONTRIBUIU PARA UM ENCAIXE A FAVOR DO ESTADO DE SETE MILHÕES DE EUROS

"Estado moçambicano arrecada 7 milhões de euros com venda de acções na EMOSE
O Estado moçambicano vendeu em bolsa 10 por cento das suas ações na Empresa Moçambicana de Seguros (EMOSE), a maior
seguradora do país, encaixando cerca de sete milhões de euros, anunciou a Bolsa de Valores de Moçambique (BVM).
Segundo a presidente do Conselho de Administração da BVM, Anabela Chambuca, a operação permitiu que 1.110 novos accionistas entrassem na EMOSE, dos quais 1.064 pessoas singulares e 46 pessoas colectivas. Com a transação, o Estado moçambicano baixou a sua quota na EMOSE para 70 por cento do total das acções, mantendo-se os trabalhadores da empresa com 20 e os novos pequenos investidores com os remanescentes 10.
De acordo com Anabela Chambuca, os 10 por cento que o Estado vendeu correspondem a 15,7 milhões de acções e foram colocados a um preço unitário de 20 meticais (0,4 euros).
"EMOSE, dizer que está cotada em bolsa não é só beneficiar das vantagens oferecidas pelo mercado de capitais, é também concorrer para uma maior credibilidade das empresas cotadas, quer a nível nacional, quer a nível internacional", afirmou a presidente da BVM, comentando a venda. (RM/Lusa"FONTE RÁDIO MOÇAMBIQUE.

Sem comentários:

Publicar um comentário