sábado, 5 de janeiro de 2013

VALE MINERADORA BRASILEIRA EM MOATIZE TETE MOÇAMBIQUE VAI EXPORTAR EM 2013, 4,5 MILHÕES DE TONELADAS DE CARVÃO

Economia



"Em 2013 - Vale projecta 4.5 milhões de toneladas de carvão


A Vale espera, este ano, produzir e exportar para os principais mercados mundiais cerca de 4.5 milhões de toneladas de carvão, extraído nas minas a céu aberto na Bacia Carbonífera de Moatize, no âmbito do Programa Carvão de Moatize.Maputo, Sábado, 5 de Janeiro de 2013:: Notícias
Em 2012, aquela operadora conseguiu explorar e comercializar nos países europeus cerca de dois milhões de toneladas daquele mineral que foi transportado em 1000 comboios puxando cada, 42 vagões até ao Porto da Beira, via linha-férrea de Sena.Actualmente, a Vale realiza seis comboios diários com 42 vagões cada transportando uma média de 15.876 toneladas de carvão mineral de Moatize, em Tete, até o Porto da Beira, em Sofala.A assessora de imprensa da Vale, Esperança Macovela disse ao nosso jornal que a partir de finais do próximo ano, 2014, o carvão da Vale será transportando numa nova linha-férrea que ligará as minas ao Porto de Nacala, em Nampula.
“Para suportar as grandes quantidades de carvão a serem produzidas nos próximos tempos, a Vale em parceria os CFM estão a concluir a linha-férrea para Nacala que vai passar em trânsito pelo vizinho Malawi”, disse a nossa fonte.Entretanto, nos últimos dois anos, aquela empresa em coordenação com diversos actores do governo e da sociedade civil, arrancou o programa de melhoramento das condições de vida da população reassentada em Cateme e no bairro 25 de Setembro, na vila do Município de Moatize.Assim, no próximo mês de Fevereiro, a empresa Electricidade de Moçambique contratada pela Vale, vai terminar o trabalho de expansão e melhoramento da rede de distribuição de energia eléctrica em Cateme, com a implantação de uma nova linha de transporte de energia eléctrica num percurso de 35 quilómetros e melhoramento da iluminação pública e domiciliária.
Em relação às vias de acesso rodoviárias, a Vale, está desde de Outubro último, a asfaltar cerca de 8,5 quilómetros de estrada, no troço que liga o povoado de reassentamento de Cateme no cruzamento da Estrada N7.A acção enquadra-se na materialização do Memorando de Entendimento e Complementar ao Plano de Acção de Reassentamento, entre o Governo de Tete e a Vale, assinado em Julho de 2012, na sequência do motim protagonizado pelos reassentados em Cateme em Fevereiro do mesmo ano.
As obras em curso incluem ainda a disponibilização de sistemas de drenagem de águas ao longo da estrada, reabilitação e construção de duas pontes, acções que permitirão a circulação normal de viaturas naquela rodovia que dá o acesso ao Município da Vila de Moatize.O acordo de entendimento entre o governo, a Vale e as comunidades abrangidas, integra igualmente, o estabelecimento de mecanismos de intervenção conjunta para a melhoria das condições de vida das populações reassentadas em Cateme e Bairro 25 de Setembro.O pacote do memorando contempla por outro lado, a reestruturação e manutenção de infra-estruturas nas áreas de abastecimento de água potável para além do programa em curso de reabilitação condigna das habitações para as tornar mais consistente e duradoiras nos dois pontos de reassentamento no distrito de Moatize.Em curso também outros programas de auto sustento e de geração de receitas na área de agricultura, Serviços de saúde, de formação técnica e profissional de curta duração e respectivos estágios profissionalizantes para estudantes das escolas públicas em Cateme e bairro 25 de Setembro para onde foram reafixadas as populações. Bernardo Carlos" Fonte Jornal NOTICIAS.

Sem comentários:

Publicar um comentário