terça-feira, 23 de agosto de 2011

CABO VERDE TEM NOVO PRESIDENTE DA REPÚBLICA - JORGE CARLOS FONSECA

"Cabo Verde. Novo presidente quer exercer "magistratura de influência". Publicado em 23 de Agosto de 2011 . Jorge Carlos Fonseca venceu Manuel Inocêncio Sousa na segunda volta das presidenciais.  A festa de Jorge Carlos Fonseca na noite de domingo . JOSE MARIA BORGES
O presidente eleito de Cabo Verde garante que "a principal prioridade" do seu mandato será "criar um clima de entendimento com o governo" de José Maria Neves, procurando deste modo afastar o "fantasma" agitado durante a campanha de que iria "fazer oposição", diz ao i Manuel Faustino, mandatário nacional de Jorge Carlos Fonseca, candidato apoiado pelo principal partido opositor, o Movimento para a Democracia (MpD). O novo presidente pretende "ajudar a aprofundar a democracia" do país, exercendo aquilo a que chama uma "magistratura de influência", que permita ultrapassar algumas "debili- dades" do país, acrescenta o principal colaborador do chefe de Estado eleito. O desemprego, a insegurança e a credibilidade da justiça são os três temas aos quais Jorge Carlos Fonseca estará mais atento, principalmente este último, dada a sua formação de jurista. "O novo presidente estará aberto para discutir, trazer uma contribuição e ajudar em tudo o que for possível" e "sempre que houver problemas que afectem as pessoas emitirá as suas opiniões", como, por exemplo, "no caso grave dos problemas de energia" que afectam o arquipélago africano. "Cabo Verde não terá um presidente intrusivo, mas também não terá um presidente omisso", sintetiza Manuel Faustino. "Perante problemas que afectam milhares de pessoas, não é razoável o silêncio", afirma, acrescentando que Jorge Carlos Fonseca procurará primeiro discutir com o governo e apresentar a sua visão diferente e, se o mesmo não estiver aberto a essa opinião, tentará então "exercer influência dizendo o que pensa ao país e abrindo uma zona maior de debate". Como disse o próprio Jorge Carlos Fonseca no seu discurso: "Eu, como presidente da República, darei o meu contributo para que a democracia seja cada vez mais moderna e avançada."Portugal Sobre as relações externas de Cabo Verde, o novo presidente - eleito, de acordo com os resultados oficiosos, com 54,45% dos votos, contra 45,55% de Manuel Inocêncio de Sousa - está de acordo com a actual política levada a cabo pelo executivo, embora queira aproveitar o facto de "ter amigos em Portugal nos diversos quadrantes" para "priorizar as relações" com Lisboa, segundo as palavras de Manuel Faustino.O facto foi salientado na mensagem do presidente português, que chama a Fonseca "caro amigo": "Os especiais laços de amizade e cooperação que unem os nossos povos e países encontrarão renovadas oportunidades de reforço e aprofundamento, tanto no plano bilateral, como no quadro da CPLP", diz Cavaco Silva. António Rodrigues." Fonte Diário Digital I.

Sem comentários:

Publicar um comentário