domingo, 12 de setembro de 2010

MOÇAMBIQUE E A IGREJA CATÓLICA

"102 "novos" bispos, provenientes de 40 países, em Roma para um curso de formação, foram recebidos em audiência por Bento XVI, na sua residência de ferias. Nomeados nos últimos dois anos, os 102 bispos estão em Roma até ao próximo sábado, 18 de Setembro, participando num seminário de formação para novos bispos. Provenientes de 40 países de Oceânia, Ásia, África e América, os prelados foram apresentados ao Papa pelo cardeal Ivan Dias, responsável da Congregação para a Evangelização dos Povos.Durante 15 minutos, em Castelgandolfo, nos arredores de Roma, Bento XVI falou ao grupo de bispos sobre a vida e ministério episcopal. O encontro terminou com uma saudação pessoal, em que o Papa dirigiu a cada bispo umas breves palavras, seguidas de um aperto de mão e o beijo do anel papal. Depois da foto oficial e da bênção do Papa, os bispos receberam um terço de recordação.Dois missionários da Consolata fazem parte do grupo de 102 bispos. São eles o argentino naturalizado sul-africano, José Luis Ponce de León, vigário apostólico de Ingwavauma, África do Sul, e o espanhol Francisco Lerma, bispo de Gurué, Moçambique. “Oh!, Moçambique! Sim. Precisamos de missionários, de muitos missionários”, disse o Papa a Francisco Lerma, quando este o saudou, apresentando-se como “missionário bispo”, nos breves momentos de saudação. Hoje, domingo, 12 de Setembro, o grupo visita o túmulo de São Francisco em Assis.
Fonte: Fátima Missionária", Rádio Moçambique.

Sem comentários:

Publicar um comentário