sexta-feira, 7 de julho de 2017

DENTISTAS MÉDICOS PORTUGUESES EM MOÇAMBIQUE TRANSMITEM CONHECIMENTOS DE TÉCNICAS INOVADORAS, PROMOVEM: HEALTH4MOZ E FACULDADE DE MEDICINA DENTÁRIA DO PORTO

Dentistas portugueses ensinam técnica inovadora em Moçambique Maputo (O Autarca) – Um grupo de dentistas portugueses e o especialista holandês Jo E. Frenchen vão deslocar-se a Moçambique, de 10 a 23 de julho corrente, com o objectivo de transmitir uma técnica inovadora de medicina dentária – ART/CAST - aos alunos e docentes das cidades da Beira e de Nampula, no quadro da iniciativa “Health4Moz: Projeto Moçambique “Mais que um sorriso”. A Missão ora anunciada resulta de uma parceria que envolve a Health4Moz e a Faculdade de Medicina Dentária da Universidade do Porto (FMDUP), devendo incidir a sua ac- ção na divulgação de uma técnica inovadora denominada denominada “Atraumatic Restorative Treatment / Caries Assessment Spectrum and Treatment (ART/CAST)”, que permite o tratamento de cáries de uma forma não invasiva, utilizando menos instrumentos e material, não sendo necessá- ria anestesia ou que a intervenção seja feita no consultório de um dentista. Durante a missão, os médicos portugueses, irão ensinar esta técnica inovadora a alunos e médicos dentistas de Moçambique, bem como realizar a aplicação deste tratamento a cerca de 500 crianças em idade escolar, observadas no âmbito do projeto “Mozambique: more than a smile” e a todos os que dele necessitem. Carla Rêgo, presidente da Health4Moz, explica que «a missão irá impactar um total de 70 alunos finalistas de medicina dentária e médicos dentistas pertencentes às cidades da Beira e Nampula, prevendo avaliar e tratar cerca de 600 crianças com idades compreendidas entre os 6 e os 10 anos». O projeto de saúde oral da Health4Moz contou com uma Missão em 2014. A análise das necessidades de formação e de assistência constatadas nessa Missão permitiu a elabora- ção de um Projecto que recebeu a bolsa anual da Federação Internacional de Medicina Dentária (FDI). O apoio do Instituto Camões – Instituto da Cooperação e da Língua Portugal, permitirá à Health4MOZ alargar o seu Projecto, em dois anos, a todo o território de Moçambique, visando a implementa- ção de um Programa de Promoção e Vigilância da Saúde Oral Escolar, com ponto de partida nas Faculdades de Medicina Dentária.■ (Redacção)"
FONTE: JORNAL O AUTARCA DE MOÇAMBIQUE

Sem comentários:

Publicar um comentário